Esgoto

A água utilizada na residências, comércio e indústria, gera efluentes que são despejados na rede coletora de esgoto para serem tratados em estações.

 

O tratamento do esgoto significa mais saúde para a população, especialmente para as crianças de até cinco anos de idade, que deixarão de adoecer por problemas de veiculação hídrica: diarreia, hepatite, leptospirose etc. Significa também que os efluentes voltarão aos rios e córregos como água limpa, preservando o meio ambiente.

 

Com o conjunto de três estações de tratamento de esgoto - Estação de Tratamento de Esgoto Emboguaçu, ETE Samambaia e ETE Nilson Neves, a CAB Águas de Paranaguá trata o esgoto de 60% da população parnanguara, colocando Paranaguá na lista das cidades com os melhores índices de tratamento de esgoto do país. O Brasil trata, em média, 38% do esgoto segundo o Ministério das Cidades (dados do SNIS - Sistema Nacional de Informações do Saneamento 2010).

 

O esgoto são levados às estações de tratamento por meio de bombeamento com o auxílio de 18 elevatórias distribuídas por pontos estratégicos da cidade. Para monitorar o padrão de lançamento do esgoto tratado em forma de água bruta nos rios, a CAB realiza diariamente análises físico-químicas e bacteriológicas, exigidas pela resolução 357/2005 do Conama.

 

Para universalizar o serviço de tratamento de esgoto em Paranaguá, a CAB está ampliando o sistema de esgotamento sanitário com a expansão de redes coletoras, instalação de novas elevatórias e construção de mais estações de tratamento.